quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Problema das Unhas

 Os seus pés…….indicadores da sua saúde

Pelo facto dos pés estarem tão longe do nosso coração, os nossos pés são frequentemente o local primordial  do nosso organismo a transmitir que algo no nosso corpo se encontra de má saúde.
A condição geral das unhas dos pés pode ser indicativo do primeiro sinal de doença. Por exemplo, as unhas que se apresentam côncavas em vez de arredondadas sobre o leito ungueal, podem indicar falta de ferro ou anemia (diminuição de glóbulos vermelhos). O aumento da espessura das unhas, ou a presença de irregularidades, podem ser indicativos de manifestações de psoríase, uma doença de pele.
O seu Podologista irá sempre avaliar a condição clínica das unhas dos pés, e providenciar o tratamento mais adequado à alteração ou patologia das suas unhas.

As unhas dos nossos pés

As unhas são consideradas uma forma alterada da epiderme (a camada superior do tecido da pele), endurecida por uma proteína chamada queratina. Protegem a ponta dos dedos das mãos e dos pés e não têm vida. Apesar de não terem terminações nervosas, estão acomodadas em tecidos sensíveis (existem cerca de 17 000 receptores de toque na mão; a maioria situa-se nas pontas dos dedos). Isto permite que as unhas sintam a mínima vibração ao tocarem num objecto.
A parte visível da unha mede 0.5mm de espessura e apresenta uma cor rosada, devido à profusão de capilares existentes por baixo dela. A unha cresce a partir da matriz, situada debaixo da pele. Um crescente branco chamado lúnula (meia-lua) está, frequentemente, visível na base da unha, embora se encontre, por vezes, tapado pelo eponíquio (cutícula). As unhas das mãos demoram cerca de 6 meses a crescer da raiz até à ponta e as dos dedos dos pés cerca de 12 meses.
anatomia da unha
Anatomia da Unha

Quem é vulnerável aos problemas das unhas dos pés?

Todas as pessoas, de todas as idades, podem eventualmente ao longo das suas vidas sofrer de alterações ungueais. Muitos destes problemas são relativamente comuns. As unhas podem tornar-se espessas, quebradiças, curvadas, descoloradas, infeccionadas e irregulares. Em alguns casos a unha pode cair, e crescer uma nova unha. À medida que envelhecemos, a probabilidade de desenvolver patologia ungueal aumenta.

O que causa problemas nas unhas

Os problemas ungueais podem ser causados por infecções fúngicas, bacterianas, infecções víricas (verrugas), tumorações subungueais, traumatismos (queda de objectos), alterações de crescimento ou mau corte ungueal. Traumatismos ungueais em associação a hematoma ou infecção podem causar deformidades permanentes.

Patologias comuns e o seu tratamento

Unhas encravadas: São uns dos problemas mais comuns de patologia ungueal. È um estado doloroso, normalmente do dedo maior do pé, em que um ou ambos os bordos da unha se comprime contra a pele adjacente, o que dá origem a infecção e inflamação. A situação resulta geralmente do corte incorrecto das unhas, da própria morfologia da unha (unhas curvadas para dentro), do calçado apertado ou de traumatismo repetido durante as actividades diárias (caminhadas, exercício físico).
Frequentemente a dor pode ser provocada por presença de calosidade (pequeno calo entre a unha e o bordo do dedo (canal ungueal).
Na maioria dos casos a situação clínica, necessita unicamente de tratamento conservador (extracção de espícula sem dor). Outros casos podem necessitar de um pequeno procedimento cirúrgico, conduzido pelo seu Podologista, utilizando anestesia local.
Espessamento das unhas: È uma alteração comum. Normalmente é o resultado de traumatismo sobre o leito ungueal (queda de objecto) ou infecção provocada por fungos.O espessamento das unhas é também um processo de carácter fisiológico inerente à idade. O espessamento das unhas dos pés pode ser facilmente tratado, de forma indolor pelo seu Podologista.
Traumatismo da unha: A queda de um objecto pesado sobre a lâmina ungueal, assim como a avulsão da unha, pode levar à deformação permanente da unha. Um tratamento regular e indolor realizado pelo Podologista, incluindo a diminuição da espessura e alisamento da unha, contribui para a diminuição das complicações associadas à alteração do crescimento da unha.
Infecção fúngica: Vulgarmente conhecida por onicomicose; é uma infecção das unhas por fungos (dermatófitos, leveduras, fungos filamentosos não dermatófitos).
As infecções ligeiras provocam poucos ou nenhuns sintomas, manifestando-se inicialmente por uma alteração da coloração situada normalmente num dos cantos da unha (ponto amarelo) do dedo grande. Com o evoluir da situação clínica, torna-se amarela e grossa, podendo levar ao descolamento da unha, destruição parcial ou total da unha. As infecções fúngicas têm tendência a evoluir para a afectação de toda a lâmina ungueal. Em alguns casos a sobreinfecção por Candida albicans, também se manifesta, verificando-se uma inflamação dolorosa em redor das unhas (paroníquia).
Outras infecções: Causam inflamação da matrix (oníquia) e inflamação dos tecidos adjacentes à unha (paroníquia). Em pessoas com diminuição do sistema imunitário, estas alterações por vezes podem tornar-se em complicações sérias, incluindo a expansão do processo infeccioso por toda a perna. O seu Podologista pode detectar estas alterações atempadamente e aconselhar um plano de tratamento adequado.
Os tratamentos disponíveis actualmente são eficazes e práticos. De acordo com a gravidade da situação o seu Podologista pode recomendar-lhe vários tipos de tratamento:
  • Tratamento tópico: Antifúngicos tópicos. Após a aplicação na superfície da unha, penetram, destruindo directamente o fungo.
  • Tratamento oral: Antifúngicos em comprimidos ou cápsulas.
  • Tratamento com associação de antifúngicos orais e tópicos.
Para um tratamento eficaz será necessário realizar consultas de Podologia periódicas (dois em dois meses), afim de melhorar a superfície da unha, para uma melhor penetração e disponibilidade da medicação tópica e oral no leito ungueal. O polimento e descongestionamento da unha afectada, realizado pelo Podologista, garantem a eficácia do tratamento.
Para a cura completa das onicomicoses (micose das unhas) são necessários em geral 4 a 6 meses, no caso das mãos, e 9 a 12 meses no caso dos pés.
Curiosidades:
A onicomicose (micose das unhas) é a doença mais comum nos adultos. Pelo menos cerca de 300.000 portugueses (3% da população) sofrem de onicomicose.

As pessoas de idade

As pessoas de idade com alterações de circulação são susceptíveis à fragilidade das unhas. O espessamento das unhas e a secura da pele é um processo de carácter fisiológico inerente à idade. Os problemas de mobilidade dos idosos, a falta de flexibilidade e os problemas de visão, incapacitam o corte ungueal correcto, especialmente se estiveram deformadas. Os idosos devem recorrer ao tratamento Podiátrico regular, de modo a garantir um corte e tratamento correcto das unhas.

Sinais de alarme:

Alterações de textura ou formato da unha, mudança da cor (amarelecimento, por exemplo), sinal de infecção, deve ser discutido com o Podologista. O seu Podologista pode diagnosticar o problema e adverti-lo para o melhor tratamento.
Para prevenir as doenças das unhas é importante:
- Cortar as unhas de forma recta, não arredondar os cantos da unha, para evitar o encravamento.
- Utilizar um alicate de qualidade para o seu corte, não partilhar os instrumentos de corte, não cortar as unhas muito rentes.
- Escolher calçado confortável e de qualidade, com tamanho apropriado ao seus pés.
- Manter os pés sempre limpos e secos, especialmente entre os dedos, de modo a evitar a proliferação de fungos, que possam infectar as unhas.
- Calçar meias de fibras de qualidade, pouco restritivas, que evitem o excesso de transpiração.
- Ter cuidado com locais favoráveis ao desenvolvimento de fungos: balneários, piscinas, jardins e duches, evitando andar descalço ou partilhar calçado ou toalhas.
Corte Ungueal Correcto
Corte Ungueal Correcto

Como o seu Podologista o pode ajudar:

Os Podologistas ou Podiatras são profissionais de saúde altamente qualificados e treinados para a prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação das patologias dos pés. Os programas continuados de educação e especialização da carreira, garantem o melhor desempenho da sua função.
Visite o seu Podologista com regularidade, de modo a prevenir problemas futuros, aliviar a dor e o ajudar a conseguir uma melhor mobilidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário